quinta-feira, 23 de maio de 2013

A EX MULHER DO PAI GAY

Aliada ou inimiga? Um homem, pai e gay pode ter relações boas e amigáveis com sua ex mulher após o divórcio, mas ela pode ser sua algoz de vários anos de calvário...

 A HISTÓRIA DE JOÃO PEDRO

 << Meu casamento foi muito bom, satisfatório e por um tempo me senti capaz, competente com minhas conquistas profissionais, como pai e marido, enfim orgulhoso da vida familiar que levava. Mas depois de alguns anos fui percebendo que o meu interesse por meninos não havia acabado, que aqueles jogos da juventude não foram apenas “coisas de garotos”. Por mais que eu tentasse não dar importância essa verdade – de que eu sou gay – ficou clara quando me apaixonei pela primeira vez por um homem. O medo do sofrimento, do afastamento da família não aplacou a tomada de decisão. Veio a separação, a necessidade de me aceitar, de enfrentar o mundo e o preconceito, para fazer valer essa realidade >>

SE VOCE É PAI E TEM RELACIONAMENTO HOMOAFETIVO VENHA DISCUTIR ESSA SITUAÇÃO E OUTRAS PARECIDAS NO ENCONTRO DO GRUPO DE PAIS, HOMOPATER, NO DIA 25/05/2013!


ENTRE EM CONTATO COM VERA MORIS NO FALE CONOSCO, CASO TENHA INTERESSE.

Um comentário:

  1. Parece a minha história...mas com uma 'dosezinha' de valentia a mais....

    ResponderExcluir